quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Na Cidade das Luzes - Parte 1

Depois de um natal com Berlin meio vazia, partimos para Paris, ponto de encontro marcado com alguns colegas da UFRGS. A distância Berlin - Paris é de aproximadamente mil kilômetros, nada que 14h de ônibus não resolvam.

E é de se imaginar que, viajando pela União Européia, onde não há fronteiras, a viagem será sem maiores percalços. Mas não foi. Um pouco antes das 3h (viajamos das 19h30 até as 9h30) da manhã, somos acordados por um sonoro "GOOD MORNING!" do policial responsável pela checagem de documentos. Como estavam sendo extremamente rigorosos, ficamos parados pelo menos 45 minutos até a liberação.

Mesmo assim, chegamos no horário previsto em Paris. No hostel, depois conferir o meu nome e o sistema deles umas três vezes, a mulher da recepção olha pra nós e pergunta: "Vocês têm reserva aqui?". Conferindo mais umas 4 vezes ela conseguiu encontrar a reserva, que estava o tempo todo ali.

Resolvido isso, partimos para o turismo, e decidimos começar pela Notre Dame, que possui a vantagem de ser gratuita para entrar.


Interior imponente

Em meio a várias esculturas, estátuas e entalhes, um porém chamou a atenção por ser um tanto inesperado

"Isso é ilógico"

Eu só imagino o quão impossível é realmente utilizar a Notre Dame como um igreja, e não ponto turístico. Quem realmente quer ter o seu momento religioso ali dentro terá que suportar uma multidão nem tão silenciosa.

Quase imperceptíveis

Nos fundos da igreja fica uma praça bem simpática

Um dos poucos momentos que o céu apareceu


Pelo menos uma provando que eu estava lá

Caminhando nos quarteirões circundantes, nos deparamos com um letreiro no mínimo curioso

Como bom cidadão que sou,
segui as indicações

Nossa próxima parada, Basílica de Sacré-Cœur, em frente a qual encontramos um verdadeiro festival de artistas de rua. Primeiro houve um "cover" de Michael Jackson:




Continuando o circo, um tal de Iya Traore (até site o cara tem) fazendo apresentação de Futebol Freestyle, e até que tinha alguma habilidade. Quem sabe era até melhor que os caras lá da IFA.


Mas esse eu não filmei


O cara tava inspirado

Enquanto tudo isso acontecia, um terceiro tocava no violão músicas mais do que clássicas e populares (como Imagine) e era acompanhado por uma pequena multidão.


Também não filmei

Visitamos o interior da igreja (onde é proibido bater fotos) e depois ficamos um tempo apreciando a vista privilegiada da cidade que se tem do Montmartre.


Paris à noite

E claro, a própria Sacré-Cœur

E aqui finaliza o primeiro dia. Em breve (para certas definições de breve), a continuação! =D

6 comentários:

  1. Meio negão demais esse cover de Michael Jackson, hein?

    ResponderExcluir
  2. Que legal! adorei esse post. Deu pra entender na filmagem do cover que tinha gente da Itália e do Japão lá, né? do mundo todo mesmo, muito legal.

    ResponderExcluir
  3. Ri até com sua obediência alemã de ser huahsuahus mandou mijar...mije! kkkkkkk LINDAS FOTOS Capra, estou com inveja tá? Bjokas

    ResponderExcluir
  4. O Tolkien Fun (mas nem tanto) deixou um selo para você.
    http://www.tolkienfun.com/2010/06/fomos-selados.html

    ResponderExcluir
  5. O Tolkien Fun deixou um selo para você!
    http://www.tolkienfun.com/2010/06/mais-uma-vez-fomos-selados.html

    ResponderExcluir
  6. Que ótimo! Gosto muito de relatos de viajantes.

    ResponderExcluir